Envio Grátis a partir de 200€

  • Contato
  • Chat
  • A Minha Conta

RFID

Selecione seu RFID: Clique para mostrar / ocultar filtros avançados

Disponibilidade

Tipo de terminal

Tipo de impressora

Tipo de transferência

RFID

Largura de impressão

Robustez

Sistema operativo

Cabo / sem fiu

Leitura 1D / 2D

Modelo

Itens 1 a 25 num total de 159

RFID

O RFID é uma tecnologia que utiliza chips para controlar ou identificar objetos a distância. Este é usado em múltiplos e variados setores. É muito comum ver etiquetas RFID, no entanto em Logiscenter dispomos também de impressoras, terminais, leitores e gravadores de RFID para explorar ao máximo esta tecnologia.

Alguns dos fabricantes mais importantes de etiquetas e terminais de RFID que estão disponíveis no nosso catálogo são Zebra, Promag, Impinj, Unitech, Nordic ID e Bluebird.

¿O que é o RFID?

O acrónimo RFID se refere a “Radio Frequency Identification” ou identificação por radiofrequência, em português. É uma tecnologia cuja finalidade é a mesma que a dos códigos de barras, porém mais complexa e sofisticada. A informação está recolhida em um chip que leva o tag ou etiqueta e que emite ondas de radio para comunicar a informação que é lida por um terminal recetor.

O chip pode ser regravado quantas vezes sejam necessárias e armazenar uma grande quantidade de dados. Alem disto, o código que guarda é único e por tanto é muito difícil que outros usuários disponham de uma etiqueta duplicada. Por este motivo, esta tecnologia é mais segura que os códigos de barras.

As etiquetas RFID podem ser lidas todas as vezes que precise. Sua resistência também é outro dos seus pontos fortes, pois a informação segue sendo legível apos aguentar golpes e arranhões. Outra vantagem que apresentam as etiquetas RFID é que elas não precisam de contato direto nem visual para serem lidas.

Tipos de RFID

Podemos distinguir dois tipos de RFID em base a gama de frequência:

  • LF (low frequency ou baixa frequencia): este tipo trabalha na frequência de 135 kHz e tem um alcance de leitura muito curto (2-5 cm). Requer de contacto com um leitor para poder capturar os dados. Não é útil para o seguimento de productos, mas pode ser encontrado incorporado em ID e outras aplicações para os controles de acesso, estacionamento, autenticação, monitoramento de assistência a eventos, ticketing e pago com cartão.
  • HF (high frequency ou alta frequencia): trabalha na frequência de 13.56 MHz e tem um alcance de leitura maior (uns 12 cm), no entanto, com leitores mais especializados e etiquetas de maior tamanho pode alcançar quase um metro de distância. Este tipo tem menos problemas de interferência que a UFH (ultra high frequency ou ultra alta frequência) e são uma boa solução para o etiquetado de pequenos objetos em linhas automatizadas. Neste tipo de RFID também é possível uma leitura a alta velocidade e por tanto é uma boa opção em ambientes sanitários onde é preciso ler pequenos frascos e amostras.

Também podemos distinguir entre dois tipos de RFID dependendo se tem uma fonte de alimentação própria ou não:

  • Ativo: tem sua própria fonte de energia, por tanto, dispõem de um maior alcance de leitura e rapidez. São mais caras e também costumam ser mais grandes.
  • Passivo: são as mais comuns, podem criar tags que sejam suficientemente finos para ser etiquetas. O seu valor aproximado é entre 10-20 cêntimos, ao em vez de 25 euros. Este RFID funciona de forma que o leitor ativa a etiqueta que devolve os seus dados.

Usos do RFID

A tecnologia RFID pode ser uma ferramenta muito útil para qualquer tipo de negócio devido a suas múltiplas aplicações. Cada instalação RFID é única e requer muita planificação e provas anteriores; por isto o normal é começar com uma instalação limitada. O RFID pode ser encontrado, por exemplo, no departamento de logística para seguir os produtos que entram e saem do armazém em tempo real, reduzindo a margem de erro. Definitivamente, em qualquer âmbito que precise controlar o inventario (bibliotecas, etc.) ou produtos que sejam comercializados (fabricas, lojas, etc.), pois as etiquetas armazenam a informação necessária para cada género.

No âmbito sanitário também possibilita um controle dos pacientes que entram nos hospitais e os postos de saúde, evitando confusões e guardando dados sobre remédios, doenças, cirurgias, etc. Outro lugar onde esta tecnologia esta presente constantemente é nos cartões, sejam eles de acesso ou de credito.

Tipos de terminais vinculados com o RFID

Em Logiscenter temos vários terminais que podem lhe ajudar na instalação do RFID em sua empresa:

  • Impressoras RFID: são como as impressoras de etiquetas convencionais, porém eles dispõem de um codificador RFID incorporado. Ou seja, eles imprimem em papel, mas também são capazes de gravar informação no chip incorporado na etiqueta. Existem diversos tipos para satisfazer necessidades diferentes.
  • Terminais RFID: scâneres, PDA, tablets e outras ferramentas que tem a capacidade de ler etiquetas RFID. Os terminais ajudam no conhecimento das informações que armazenam estes tags.
  • Leitores e gravadores RFID: estes utensílios servem tanto pra ler a informação que a etiqueta RFID tenha guardada como para gravar novos dados na mesma.

Não consegues encontrar o que procuras?

A Logiscenter é partner de referência dos principais fabricantes de impressoras de etiquetas RFID. Esse vínculo com os fabricantes permite-nos oferecer as melhores condições de preços, stock, entrega e serviço técnico.

Tem alguma dúvida técnica ou precisa de suporte? Contacte o nosso serviço tecnico.

Consulte com nossos expertos e lhe aconselharemos sobre a melhor opção de acordo com suas necessidades.

No, thanks

Logiscenter in the world